Informativo sobre Plenária e Reunião com a Reitoria

Informativo sobre Plenária e Reunião com a Reitoria

Caros/as colegas,

Os últimos dias tem sido de dúvidas e inquietação para boa parte de nossa categoria. A notícia do retorno às atividades presenciais pegou a maioria dos servidores desprevenida, apesar da Reitoria dizer que prepara e planeja esse retorno desde a interrupção das atividades em março do ano passado.

Neste informativo, abordaremos alguns pontos discutidos sobre o Teletrabalho na Plenária do último dia 01 de outubro, faremos um breve relato da reunião entre Reitoria e Sindicatos (Sindipampa e Sesunipampa) ocorrida no final da manhã desse mesmo dia e apresentaremos alguns encaminhamentos definidos pela Coordenação Geral do Sindipampa.

Teletrabalho não é o mesmo que trabalho remoto: Contando com a participação de Vânia Gonçalves, tae da UFSCAR e Coordenadora Geral da Fasubra, a Plenária trouxe alguns pontos importantes para a categoria, como a diferença entre o trabalho remoto (executado atualmente) e o teletrabalho previsto na IN 65. Vânia deixou claro que é papel do sindicato detalhar para a categoria como será o programa de gestão previsto na IN, bem como participar da discussão e da elaboração dos estudos que irão nortear o teletrabalho dentro de cada universidade. É importante destacar que a Unipampa, a priori, já elaborou o documento que trará os procedimentos gerais para implementação do Programa de Gestão na Universidade. Esse documento foi construído a partir de um GT que contou com a participação de servidores da Progepe, mas não do Sindipampa. Assim, nos próximos dias buscaremos contato com os colegas que trabalharam na elaboração desse documento a fim de abrirmos a discussão para toda categoria. O processo que trata da implementação do Teletrabalho na Unipampa pode ser visualizado no SEI através do número 23100.010334/2020-11.

Reunião com a Reitoria (01/10): Na mesma sexta-feira (01/10) em que ocorreu a Plenária do Sindipampa ocorreu também uma reunião entre a Reitoria da universidade e os Sindicatos das duas categorias (técnicos e professores). Na pauta, o retorno ao trabalho presencial na Universidade. Contando com a presença de membros do Comitê de Monitoramento do Coronavírus e também com o Pró-Reitor de Gestão de Pessoas, a reunião foi muito mais um COMUNICADO do que propriamente um diálogo, visto que a Reitoria já havia tomado a decisão do retorno às atividades presenciais, tanto que no final da tarde da mesma sexta-feira era divulgada a Portaria 1436 (substituída recentemente pela Portaria 1467, de 13 de outubro de 2021).  Tentamos argumentar para que o retorno ocorresse atrelado à implementação gradual do teletrabalho, a fim de que servidores que possam executar suas tarefas nessa modalidade não precisem retornar para as cidades-sede, permanecer por algum período (curto, talvez) e depois retornar ao teletrabalho. A Reitoria não respondeu diretamente sobre esse ponto, manifestando apenas que o processo de implantação do teletrabalho está “adiantado” na universidade e manteve o retorno ao trabalho presencial para o início do mês de novembro.

Encaminhamentos:

  • Buscar contato com os colegas que participaram do GT que discutiu a implementação do Teletrabalho na Unipampa, a fim de obter mais informações sobre o que foi discutido e o atual estágio do processo;
  • Solicitar aos COE’s locais que divulguem aos servidores das respectivas unidades os protocolos para a volta ao trabalho de forma segura, visto que muitos servidores possuem dúvidas sobre a ocupação das salas e as condições de segurança dos ambientes.

 

Compartilhar:
Eduardo Chagas

Os comentários estão fechados.

Copyright 2022© by Sindipampa